sexta-feira, 11 de setembro de 2009

*O TAPETE DO CHÃO DA PORTA*


Desculpe, pelo repartir do peso
Que estava sobre teus ombros,
E que senti na planta dos teus pés
Cansados de andar sem achar o caminho;

Perdoe, por te atrapalhar as vezes
Que tentou mudar seus passos, mas,
Se enroscou em mim e desviou-se
De seus interesses, por alguns instantes que seja;
Enobrece, saber que por mim
Não carregas sujeiras contigo
Em seus passos, novos ou não,
E que fiz parte disso;
Obrigado, por me colocar sempre,
E fazer questão de me manter
Sempre na minha altura que é a mesma
Do chão da entrada da porta;
Embora não seja tão importante,
Como todas as "outras coisas"
Que são prioridades e indispensáveis à você,
Mas sempre que precisar me usar,
Estarei aqui, um simples
TAPETE DO CHÃO DA PORTA!

" AUTOR da poesia: Shyko Ventura"

Todos os tapetes foram realizados por mim.
Trabalho com amor e dedicação,
e adoro temperar meus trabalhos com belas poesias
relacionadas aos mesmos.
***Ana Maria Gonçalves***

Um comentário:

Rita disse...

Aqui estamos virando sapo desde 07/09 não para de chover.
Tenha um bom fim de semana!

"Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudades, mas não estará só."

Bjks