quarta-feira, 1 de outubro de 2008

TRÊS TIPOS DE ANESTESIA


"UMA ANESTESIA É TÃO SEGURA QUANTO UMA VIAGEM
INTERNACIONAL NUM JATO MODERNO":
Porém unúmeras outras dúvidas existem no que tange à
anestesia. Basicamente existem três tipos de anestesia:
a geral, os bloqueios regionais e a anestesia local.

ANESTESIA GERAL é aquela na qual o anestesista consegue,
através de drogas, fazer dormir e tirar a dor (anestesiar)
de todo o corpo de uma pessoa. Tais drogas apresentam efeitos
como aumento ou diminuição da frequência cardíaca, aumento
ou diminuição da pressão arterial, o que torna necessário
o uso de inúmeros outros medicamentos e aparelhos para a
manutenção das condições vitais do paciente.

BLOQUEIOS OU ANESTESIA REGIONAL: é aquela que anestesia
apenas um segmento do corpo como, por exemplo, a anestesia
peridural, que atua da altura da coluna onde é aplicada para
baixo. Tal anestesia também está sujeita a uma série de
repercussões orgânicas que deve ser conduzida pelo
anestesista durante todo ato cirúrgico.

ANESTESIA LOCAL: é aquela que anestesia apenas uma pequena
área, sendo o exemplo mais comum a anestesia praticada pelo
dentista.
Neste caso a repercussão do anestésico no organismo é menor,
pois a quantidade de anestésico usada é bem pequena.

Na verdade, qualquer tipo de anestesia tem suas vantagens
e desvantagens. Além de ter também sua indicação precisa,
estando, nas mãos de profissionais competentes, em
clínicas ou hospitais devidamente equipados e tendo o
paciente passado por exames pré-operatórios adequados,
podemos afirmar que uma anestesia é tão segura quanto
uma viagem internacional num jato moderno.

"Revista CONTIGO, Herbert Gauss Jr."

2 comentários:

xistosa - (josé torres) disse...

Desculpe lá, mas conheço mais duas anestesias ...
Uma dolorosa: uma martelada na cabeça.

Outra saborosa: uma garrafa ou mais de cachaça ou whisky.

Então a última, muito mais barata, apelativa e de fácil toma.
O efeito secundário é só no dia seguinte, mas com duas aspirinas, ficamos como novos!

(não veja estes comentários como uma indelicadeza para o seu post.
Eu sou assim, tudo é humor, até a morte.
Se morrermos, o mundo fica mais fácil. É menos um a poluir, a comer e a chatear os demais.
Ah! E fica mais leve a Terra!)

Denise Ceciliano disse...

legal saber disso...