quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

*O TAPETE, MINHAS LEMBRANÇAS*


Joguei pra baixo do tapete minhas lembranças, me transformei
em mulher, deixei de ser criança, apaguei minhas labaredas,
incendiei minhas poesias. Agora eu vejo o que eu não via e
deixei de enxergar o que não existia. Estrangulei certas
idéias irreais e voltei atrás.
Agora vou começar tudo de novo pois o coração de toda
mulher é propício ao roubo. Vou acreditar, vou apostar, me
escravizar, me enfernizar. Vou fazer tudo novamente, pois
não consigo ser resistente.
Se tudo der errado existe o tapete estendido no chão
pronto pra esconder as derrotas do meu coração.

(Texto: Silvana Dubos)
(Imagem: midiaville.com.br)

4 comentários:

Nile e Richard disse...

Oi colega,bom dia.
Lindo tapete o texto está ótimo.
bjtos.Nile.

Daniel Savio disse...

É o fluxo da vida, amar, passar tristeza e amar novamente...

Fique com Deus, menina Ana Maria.
Um abraço.

xistosa - (josé torres) disse...

Vou tentar aprender crochet para "desenhar" borboletas com as asas a bater ...

Bom fim de semana.

anjoartes disse...

Mulher...

Que traz beleza e luz aos dias mais difíceis
Que divide sua alma em duas
Para carregar tamanha sensibilidade e força
Que ganha o mundo com sua coragem
Que traz paixão no olhar
Mulher,
Que luta pelos seus ideais,
Que dá a vida pela sua família
Mulher
Que ama incondicionalmente
Que se arruma, se perfuma
Que vence o cansaço
Mulher,
Que chora e que ri
Mulher que sonha...

Tantas Mulheres, belezas únicas, vivas,
Cheias de mistérios e encanto!
Mulheres que deveriam ser lembradas,
amadas, admiradas todos os dias...

Para você, Mulher tão especial...

Feliz Dia Internacional da Mulher!

Beijosssssss
Angela